Primeiro Encontro

ghost-in-the-shell-5191d6aa8fc24

Em 2015 completamos 25 anos do primeiro filme de Ghost in the Shell (ou “O Fantasma do Futuro”, como preferir). Foi um ano repleto de comemorações e anúncios orgasmáticos sobre a franquia. Novo Movie animado, jogo, série, Live Action (Deus sabe o que vai sair disso) e até peça de teatro no Japão. Ghost in The Shell nunca esteve tão vivo desde tempos remotos, tempos esses que não pude deixar de lembrar.

Em meados 1999 o acesso a matrix era uma dádiva para poucas pessoas no Brasil e consumir as coisas que eu curtia era como fazer parte de um submundo, mergulhando no mundo obscuro de Fans Subs e eventos de HQ/Mangá para ter o privilégio de conhecer coisa nova, mesmo que essa coisa nova fosse muitas vezes uma fita cassete em japonês sem legenda. Tempos difíceis.

Foi em um desses eventos que eu conheci ela, Motoko. Foi no mesmo dia em que conheci alguns dos meus melhores amigos, muitas vezes é por meio deles que você conhece o seu grande amor, de fato. Tive resistência, claro, um trio de desenhistas arrogantes (que eu não me lembro quais) antes de exibirem o filme dispararam que Akira era um lixo perto de GITS, o que causou um rebuliço na palestra que viria após o filme. Como já conhecia a obra do Tio Otomo, fiquei com o pé atrás mas no final tudo correu bem, o cupido já havia me acertado.

Pouco tempo depois, o fenômeno Matrix dominaria o mundo, era bom saber de onde vinha a influência daquilo, ainda mais pra um adolescente prepotente como eu, e é bom saber que uma paixonite do passado cresceu e se tornou o amor da sua vida.

Abaixo, algumas coisas novas sobre GITS. Abraços!

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s